22 de Julho de 2019 | 20:12
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/9402_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Saúde
Noticia de: 05 de Julho de 2019 - 17:55
Fonte A - A+

Arenavírus: Paciente e médica morreram após contágio e Corumbá redobra atenção

Seis casos foram registrados na Bolívia, quatro são médicos

Após a confirmação de duas mortes por arenavírus na Bolívia, a cidade de Corumbá – a 417 km de Campo Grande, que faz fronteira seca com o país vizinho, redobrou atenção com os pacientes vindos do outro país. Gabriela Monteño, ministra da Saúde da Bolívia, confirmou os óbitos na quarta-feira (3), o primeiro paciente contagiado e a médica que o atendeu morreram.

Em nota, a prefeitura de Corumbá destacou o histórico da doença, que já tem mais quatro casos de internação, por ser altamente contagiosa. Os casos são da região de Caranavi, que está a 1662km do município vizinho ao país.

A nota informa que o Ministério da Saúde boliviano recebeu a informação da primeira vítima, um homem de 65 anos, o paciente zero, residente em Caranavi. Ele apresentou os primeiros sintomas em 1º de maio, sendo atendido no pronto socorro da cidade em que morava, vindo a óbito sete dias depois.

Os casos

Um familiar do “paciente zero”, de 22 anos, começou a apresentar os sintomas em 29 de maio. A estudante de medicina que atendeu esses dois pacientes, uma mulher de 25 anos, também apresentou sintomas, sendo o terceiro caso confirmado e o segundo com morte.

Durante a transferência dessa paciente, dois médicos tiveram contato com as secreções sanguínea, respiratória e gastrointestinal dela, sendo contaminados também pelo vírus. O último caso de contágio foi do profissional que realizou uma endoscopia a essa paciente.

Todos apresentaram fraqueza e dores musculares, mal-estar e evolução para hemorragia febril. Os quatro estão hospitalizados e foram classificados com ocasos prováveis, três estudantes de medicinas que prestaram atendimento aos casos de óbitos. Todos estão sob manejo clínico, observação e isolamento.

Arenavírus

Segundo dados da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), os arenavírus são membros da família Arenaviridae que é constituída de um gênero único (Arenavirus), que compreende 25 espécies. Os hospedeiros dessa doença são, em sua maioria, roedores.

Ainda de acordo com a pesquisa, a exposição humana aos arenavírus ocorre, principalmente, através da inalação de partículas virais procedentes de urina, fezes ou saliva de roedores silvestres infectados. Arenavírus são responsáveis por causar graves doenças em humanos: febre hemorrágicas ou meningite, com altas taxas de letalidade.

Alerta na Bolívia

Conforme o site El Deber, ministra da Saúde da Bolívia orientou sobre formas de se prevenir da doença, principalmente para moradores de áreas rurais e que trabalham com o cultivo de alimentos. São eles:

– Uso de luvas para trabalho agrícola;

– Uso de barba (comum);

– Os alimentos coletados no campo devem ser guardados em lugares seguros;

– Evitar que alimentos que tiveram contato com roedores.


Midiamax

social aqui