20 de Julho de 2019 | 21:09
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/8753_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 23 de Abril de 2019 - 09:44
Fonte A - A+

PF cumpre 14 mandados na Capital e em SP contra tráfico internacional

Na Capital, conforme apurou o Campo Grande News, policiais federais estiveram em condomínio localizado na Rua Santana, no Jardim TV Morena

A Polícia Federal de São Paulo cumpre na capital paulista e em Campo Grande 14 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão preventiva em endereços ligados a quadrilha especializada no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. A Justiça também determinou o bloqueio de bens ligados ao grupo, que liderava o tráfico a partir do Aeroporto de Guarulhos (SP). São seis imóveis, oito veículos e R$ 30 milhões que possam ter sido adquiridos com o dinheiro do tráfico. A Operação Aplique foi deflagrada no início da manhã desta terça-feira (23). Na Capital, conforme apurou o Campo Grande News, policiais federais estiveram em condomínio localizado na Rua Santana, no Jardim TV Morena. O mandado de prisão, conforme apurou o jornal O Globo, é para o chefe da organização criminosa. O nome do alvo não foi divulgado, apenas o apelido, “Boy”. Segundo a investigação, ele é integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e já está preso, desde outubro de 2018. Ainda conforme apurou o O Globo, a investigação começou em 2017, quando a PF apreendeu em São Paulo grande quantidade de dinheiro em espécie. O montante seria usado para pagar uma carga de drogas. Um dos envolvidos no esquema foi preso no dia seguinte, na cidade do Guarujá, com 40 kg de cocaína. A operação foi batizada de “Aplique” porque depois que a quadrilha começou a ser monitorada, a investigação descobriu que o líder do bando usava salões de beleza da capital paulista para lavar o dinheiro que lucrava com o comércio de entorpecentes. Matéria alterada às 8h17 para atualização de informação. Fonte: Campo Grande News

social aqui