22 de Janeiro de 2019 | 04:13
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/8479_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Política
Noticia de: 23 de Novembro de 2018 - 07:35
Fonte A - A+

PSDB insiste na presidência da Assembleia e tenta atrair bancadas

Segundo tucanos, o partido já abriu mão do cargo outras duas vezes e, por isso, o momento seria deles

Dentro do PSDB, o posicionamento é de que o partido deve ficar com a presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, independentemente de acordo ou consenso. Nesta quinta-feira (dia 22), os deputados estaduais afirmaram que o partido já abriu mão do maior cargo por duas vezes, por isso, a insistência em assumir.

Por duas vezes consecutivas, o deputado estadual Junior Mochi (MDB), que este ano não disputou reeleição, foi presidente da Casa de Leis.

O deputado Paulo Corrêa (PSDB) lembra que a coligação encabeçada pelos tucanos elegeu 16 parlamentares, número expressivo diante do total de 24 deputados. Só o PSDB elegeu cinco e é ‘dono’ da maior bancada no Legislativo estadual.

Desse grupo, os tucanos vão poder discutir a presidência e conversar com os demais parlamentares sobre os outros cargos que a Mesa Diretora possui.

Sem querer anunciar os possíveis aliados que o PSDB tem em torno da candidatura da presidência, Corrêa afirmou que, primeiro, o próprio partido precisa decidir quem será o candidato tucano a disputar a presidência.

Os parlamentares do PSDB se reuniram na terça-feira (dia 20) para discutir tal nome e ficaram de finalizar a análise no mesmo dia da próxima semana, em reunião às 18 horas.

Contudo, nos bastidores, a informação é de que Paulo Corrêa é o favorito dentro de sua legenda para ser o nome na disputa. Onevan de Matos, também do PSDB, no entanto, disse, anteriormente, que quer ser o candidato.

“Os colegas [dos demais partidos] têm a compreensão de que já cedemos este cargo [presidente] em outras oportunidades, então, agora, é a nossa vez de indicar o candidato pra presidente da Assembleia Legislativa”, afirmou o líder do governo, deputado Rinaldo Modesto (PSDB).

Existe a possibilidade de disputa, ou seja, de o Legislativo estadual ter dois postulantes ao cargo máximo. No entanto, nunca houve disputa na Casa de Leis, já que é tradição os parlamentares chegarem num consenso em torno de um único nome.

Depois desta definição, o escolhido terá de buscar apoio dos demais. Herculano Borges (SD) contabiliza que o PSDB já tem 10 aliados, incluindo ele mesmo e o colega de partido, Lucas de Lima, que vai assumir a vaga de deputado em 2019.

Ainda segundo o parlamentar, os dois postulantes do PT, Pedro Kemp e Cabo Almi, Evander Vendramini e Gerson Claro, ambos do PP, além de Carlos Alberto David (PSL), já estariam ‘do lado’ dos tucanos.

A eleição da Mesa Diretora será no começo do ano que vem. Mesmo que seja só uma chapa, os nomes que vão assumir os cargos administrativos precisam ter aval de 13 dos 24 deputados.

Ajuda

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante agenda nesta manhã, lembrou que os deputados do PSDB adiaram por uma semana a decisão do nome do candidato. Portanto, precisa aguardar esta definição. A partir disso, o chefe do Executivo estadual afirma que poderá ajudar na articulação do partido com os demais colegas.


campograndenews 

social aqui