25 de Junho de 2019 | 04:35
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/8405_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 26 de Outubro de 2018 - 11:10
Fonte A - A+

Pai que matou garoto de 10 anos com tiro de espingarda se apresenta à polícia

Em depoimento, ele confirmou a versão de tiro acidental e foi liberado

Após uma semana, o pai de Vicente de Oliveira Silva, o menino de 10 anos que morreu depois de ser baleado com um tiro acidental no ouvido, se apresentou à Polícia Civil de Sidrolândia na manhã desta quinta-feira (25). Ele compareceu junto ao seu advogado. A mãe da criança também foi ouvida.

Em depoimento, o pai do garoto disse que logo após atingir o filho, saiu correndo para pedir ajuda, mas ficou tão abalado com o que havia ocorrido, que não conseguiu mais voltar ao local.

Segundo o delegado Diego Dantas Santos, o pai  confirmou a versão já investigada pela polícia. “Com esse depoimento não foi acrescentado nenhum fato novo à investigação, tudo o que ele relatou em condiz com as investigações, de que o tiro foi acidental”, explica.

Ainda de acordo com o delegado, a mãe do menino também foi ouvida nesta manhã, ela confirmou a versão do marido e disse que o pai tinha um ótimo relacionamento com a criança.

“Agora iremos finalizar o inquérito e encaminhá-lo, junto aos laudos periciais, para a Justiça. Ele responderá pelo crime de homicídio culposo e porte ilegal de arma, já que a espingarda não tinha registro”, adianta Dantas.

O pai foi ouvido e liberado. Há um mandado de prisão em aberto contra ele, pelo crime de violência doméstica, no entanto, ele não será preso por causa do período eleitoral, que proíbe prisões, exceto em flagrante, entre os dias 26 e 30 de outubro.

O caso

O garoto foi atingido em um assentamento em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. O pai estava uma espingarda para mostrar para um amigo, possível comprador, momento em que a arma disparou e atingiu o filho. Ele fugiu logo após balear o menino.

A mãe da criança chamou o socorro e a polícia dizendo que o marido havia atirado acidentalmente. O menino morreu ainda no local. A espingarda calibre 36 foi apreendida pela polícia.


MIDIAMAX

social aqui