15 de Agosto de 2018 | 03:42
redacao@diariodoms.com
-->
Política
Noticia de: 26 de Julho de 2018 - 08:35
Fonte A - A+

Com inquérito sob sigilo no STJ, Azambuja diz que as pessoas ‘condenam precocemente’

Governador afirmou que Puccinelli tem direito a 'ampla defesa'

Também apontado como suposto beneficiário de pagamento de propina da JBS e alvo de inquérito sob sigilo no STJ (Superior Tribunal Justiça), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), afirmou, na manhã desta quarta-feira (25), que o ex-governador André Puccinelli (MDB), preso desde a última sexta-feira (20), tem direito à ampla defesa e ao contraditório.

“A gente nunca deve prejulgar nem condenar ninguém. Acho que a justiça está aí, faz o seu trabalho, mas tem que dar direito das pessoas poderem se defender. Às vezes as pessoas condenam precocemente”, disparou Azambuja.

Na delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, apontaram a existência de um suposto esquema de pagamento de propina em Mato Grosso do Sul em troca de benefícios fiscais, que teriam entre os beneficiários os três últimos governadores do Estado.

“Tem que dar direito para ele (André) se defender, ele tem todo esse direito, e tenho certeza que o fará nas instâncias do Judiciário”, argumentou Reinaldo.

O inquérito com as denúncias contra o tucano foram remitidas para relatoria do ministro Félix Fischer, mas estão sob sigilo no STJ. Reinaldo e os demais acusados de receberem propina da JBS negam as acusações.


midiamax

social aqui