23 de Julho de 2018 | 14:19
redacao@diariodoms.com
-->
Policial
Noticia de: 03 de Julho de 2018 - 16:06
Fonte A - A+

Autor de estupro teria "ajudado" vítima depois dela ter casa invadida pelo ex

Suspeito teria carregado eletrodomésticos para a moradora na tarde de sábado (30).

O homem preso pelo estupro da vizinha neste domingo (1º) teria ajudado a mulher a carregar eletrodomésticos horas antes do crime. Vítima de furto, a moradora contou com o autor, de 39 anos, para colocar os novos móveis em casa e acabou violentada horas depois por ele.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, o ex-marido da vítima arrombou a casa e afirmando ser o dono, furtou vários eletrodomésticos dela. Diante da situação, a mulher comprou novamente os móveis e contou com ajuda do vizinho para carregar a “mudança” na tarde de sábado (30).

Durante a madrugada no entanto, o suspeito voltou, desta vez armado com um faca, invadiu a casa e estupro a moradora. Segundo divulgado pela Polícia Civil, a mulher conseguiu se desvencilhar do autor do crime e fugiu enrolada em uma toalha até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, onde pediu por ajuda.

Os policiais da unidade foram ao local imediatamente, mas não encontraram o autor. O caso então passou a ser investigado pelo GOI (Grupo de Operações e Investigações), que após horas de busca encontraram o homem de 39 anos em casa, poucos metros de distância da residência da vítima.

Preso em flagrante o suspeito confessou o crime aos investigadores e foi levado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que agora investiga o caso. O suspeito não teve o nome divulgado pela polícia.

Levantamento da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) aponta que nos primeiros seis meses deste ano foram registrados 230 estupros em Campo Grande. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o número de ocorrências apresentou redução de 13%, quando foram registrados 266 casos.

Em todo o Estado o número de casos chega a 729. Em 2017, Mato Grosso do Sul somou 1738 vítimas de estupro. Na Capital foram 540.


campograndenews 

social aqui