20 de Julho de 2018 | 07:07
redacao@diariodoms.com
-->
Colunistas
Noticia de: 07 de Maio de 2018 - 19:30
Fonte A - A+

Professor do município é investigado por estupro de 7 alunos

Suspeito prestou depoimento nesta tarde em delegacia da Capital mas, foi liberado

Professor de 59 anos, da rede municipal de ensino é suspeito de estuprar pelo menos sete crianças entre 11 e 13 anos. As denúncias chegaram a Polícia Civil em março deste ano e hoje ele foi ouvido na Depca (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e Adolescente). Porém, como não estava em situação de flagrante acabou sendo liberado.

O caso é investigado pelo delegado Fabio Sampaio. Segundo ele, as famílias de dois meninos com 12 e 13 anos, além da de uma menina de 13 anos denunciaram o professor na delegacia.

As vítimas estudam numa escola do bairro Piratininga e contaram a polícia que os abusos aconteciam quando pediam algum tipo de orientação ao professor. “Ele passava a mão nos alunos ou fazia com que elas apalpassem as partes íntimas dele. Os abusos também aconteciam quando as crianças ficavam de recuperação. Para isso, o professor esperava o momento que ficavam sozinhas na sala para abusar delas”, detalha o delegado.

O suspeito ainda morava perto da casa do menino de 13 anos, oportunidade usada para estuprar o menino. “Ele construiu uma relação de amizade com o menino e em depoimento a vítima disse que o último “encontro” com o professor foi em fevereiro deste ano”, conta.

Mais vítimas – Para a polícia, as vítimas contaram que em conversa na escola descobriram que o professor também abusava de outras quatro meninas com idades entre 11 e 12 anos.

O investigado dá aulas de ciências entre outras disciplinas. Ele se apresentou nesta tarde na delegacia onde negou tudo. “Como não era uma situação de flagrante acabou sendo liberado”, explica Fábio.

O professor já foi indiciado por estupro de vulnerável nos casos dos três primeiros alunos. Agora a Polícia Civil abrirá outro inquérito para as novas denúncias.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura sobre as medidas que serão adotadas e aguarda retorno.


Campograndenews 

social aqui