19 de Setembro de 2018 | 09:43
redacao@diariodoms.com
-->
Geral
Noticia de: 04 de Janeiro de 2018 - 12:14
Fonte A - A+

Estado paga R$ 13 milhões para fornecimento de alimentação a presos

Contrato assinado em 30 de dezembro de 2017 tem duração de 12 meses

O governo de Mato Grosso do Sul contratou a Real Food Alimentação para fornecimento de alimentação no Estabelecimento Penal de Campo Grande, a Máxima, no Jardim Noroeste.

Conforme o Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (4), o contrato custa R$ 13,1 milhões e vai durar 12 meses, contados a partir de 30 de dezembro de 2017.

O convênio atende também o Centro de Triagem, de acordo com a publicação de hoje. Conforme balanço de novembro passado - o mais recente - divulgado pela Agepen (Agência de Administração do Sistema Penitenciário), a Máxima da Capital tem 6.508 presos, entre homens e mulheres e sistema fechado e semiaberto.

A Máxima, maior unidade penal de Campo Grande e segunda maior do Estado, também passará por reforma. O governo abriu licitação de R$ 635.383,64, que vai contemplar construção de muros, escadas e adequação de estruturas do presídio.


campograndenews 

social aqui