20 de Julho de 2018 | 09:33
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/7506_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 27 de Dezembro de 2017 - 09:20
Fonte A - A+

Empresa de bitcoins que rendeu casamento de R$ 750 mil é alvo da PF

MinerWorld, que tem sede em Campo Grande, faz mineração de moedas digitais e é suspeita de pirâmide financeira, crime contra a economia popular

A pujança do casamento de um “black diamante” da MinerWorld, com direito a show de Bruno e Marrone e orçado em R$ 750 mil , jogou holofotes sobre a empresa mineradora de moedas digitais, que é investigada pela PF (Polícia Federal). 

27/12/2017 08:10

Empresa de bitcoins que rendeu casamento de R$ 750 mil é alvo da PF

MinerWorld, que tem sede em Campo Grande, faz mineração de moedas digitais e é suspeita de pirâmide financeira, crime contra a economia popular

Aline dos Santos, Bruna Kaspary e Marta Ferreira
  • Imprimir
  •  
  •  
Empresa Minerworld fica na rua 14 de Julho e estava fechada nesta terça-feira. (Foto: André Bittar)Empresa Minerworld fica na rua 14 de Julho e estava fechada nesta terça-feira. (Foto: André Bittar)

A pujança do casamento de um “black diamante” da MinerWorld, com direito a show de Bruno e Marrone e orçado em R$ 750 mil , jogou holofotes sobre a empresa mineradora de moedas digitais, que é investigada pela PF (Polícia Federal). 

PUBLICIDADE

A informação, apurada pelo Campo Grande News, não foi confirmada oficialmente pela instituição. Contudo, a maioria das investigações corre em sigilo. A suspeita é de pirâmide financeira, um crime contra a economia popular que se caracteriza pelo recrutamento de pessoas até os pagamentos ficarem insustentáveis.

Na internet, a MinerWorld se apresenta como uma empresa de moedas digitais, com destaque para o Bitcoin. “Com base tecnológica em Cidade Del Leste, no Paraguai, contamos com um moderno e inovador Parque de Mineração na China, além de diversas bases independentes de atendimento pelas capitais do Brasil e demais países da América do Sul”.

Em Campo Grande, o endereço da empresa disponível na internet é na rua 14 de Julho, 383, Centro. Na manhã de terça-feira (dia 26), o local tinha uma placa de fechado. O prédio estava vazio e, no fundo, há um salão com várias cadeiras. Não havia telefone para contato e vizinho relatou que o imóvel passa a maior parte do tempo fechado, sendo aberto de forma eventual pelo proprietário.

Na rede de computadores, a empresa oscila de vídeos que exaltam o sucesso dos participantes, como divulgação evento em Campo Grande no último dia 17 de dezembro, a comunicado no Facebook sobre as medidas quanto a atrasos no pagamento.

No vídeo, o narrador cita um 2017 maravilhoso e adverte que é uma empresa, no mínimo, diferente. “Não somos fáceis de entender, não somos limitados”. O evento cita um 2018 cheio de perspectivas, com reuniões na Suíça, Japão e Dubai.

27/12/2017 08:10

Empresa de bitcoins que rendeu casamento de R$ 750 mil é alvo da PF

MinerWorld, que tem sede em Campo Grande, faz mineração de moedas digitais e é suspeita de pirâmide financeira, crime contra a economia popular

Aline dos Santos, Bruna Kaspary e Marta Ferreira
  • Imprimir
  •  
  •  
Empresa Minerworld fica na rua 14 de Julho e estava fechada nesta terça-feira. (Foto: André Bittar)Empresa Minerworld fica na rua 14 de Julho e estava fechada nesta terça-feira. (Foto: André Bittar)

A pujança do casamento de um “black diamante” da MinerWorld, com direito a show de Bruno e Marrone e orçado em R$ 750 mil , jogou holofotes sobre a empresa mineradora de moedas digitais, que é investigada pela PF (Polícia Federal). 

PUBLICIDADE

A informação, apurada pelo Campo Grande News, não foi confirmada oficialmente pela instituição. Contudo, a maioria das investigações corre em sigilo. A suspeita é de pirâmide financeira, um crime contra a economia popular que se caracteriza pelo recrutamento de pessoas até os pagamentos ficarem insustentáveis.

Na internet, a MinerWorld se apresenta como uma empresa de moedas digitais, com destaque para o Bitcoin. “Com base tecnológica em Cidade Del Leste, no Paraguai, contamos com um moderno e inovador Parque de Mineração na China, além de diversas bases independentes de atendimento pelas capitais do Brasil e demais países da América do Sul”.

Em Campo Grande, o endereço da empresa disponível na internet é na rua 14 de Julho, 383, Centro. Na manhã de terça-feira (dia 26), o local tinha uma placa de fechado. O prédio estava vazio e, no fundo, há um salão com várias cadeiras. Não havia telefone para contato e vizinho relatou que o imóvel passa a maior parte do tempo fechado, sendo aberto de forma eventual pelo proprietário.

Na rede de computadores, a empresa oscila de vídeos que exaltam o sucesso dos participantes, como divulgação evento em Campo Grande no último dia 17 de dezembro, a comunicado no Facebook sobre as medidas quanto a atrasos no pagamento.

No vídeo, o narrador cita um 2017 maravilhoso e adverte que é uma empresa, no mínimo, diferente. “Não somos fáceis de entender, não somos limitados”. O evento cita um 2018 cheio de perspectivas, com reuniões na Suíça, Japão e Dubai.

CAMPOGRANDENEWS 

social aqui