19 de Janeiro de 2018 | 16:06
redacao@diariodoms.com
-->
Policial
Noticia de: 20 de Dezembro de 2017 - 10:36
Fonte A - A+

Funcionários do Santander cruzam os braços na Capital contra a reforma trabalhista

Os bancários do Santander devem paralisar as atividades, nesta quarta-feira (20), contra as medidas de reforma trabalhista do Governo Federal. O protesto dos funcionários do banco espanhol é realizado em várias cidades do Brasil e, em Campo Grande, deve afetar o funcionamento das agências da área central, segundo informou o Sindicato dos Bancários de Campo Grande - MS e Região.

Conforme o sindicato da categoria, por conta da reforma trabalhista, o Santander está impondo mudanças no banco de horas, fracionamento de férias, alterações na data do pagamento dos salários e do 13º salário.

O sindicato classificou as medidas como “unilaterais e até inconstitucionais”. As entidades sindicais não estariam mais sendo consultadas e os bancários impelidos a assinarem acordo individual de banco de horas-extras.

"O sistema financeiro não pode simplesmente implantar a reforma trabalhista. A direção do Santander precisa entender que qualquer acordo tem que ser negociado com a representação dos trabalhadores. Vamos cobrar do banco este respeito e a revogação imediata dessas medidas", informou o presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande Edvaldo Barros, por meio de nota.

Midiamax

social aqui