13 de Dezembro de 2017 | 17:48
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/7398_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 30 de Novembro de 2017 - 16:27
Fonte A - A+

Acadêmica pede socorro após assédio sexual dentro da biblioteca da UFMS

Suspeita é de que acusado de assédio também seja aluno da universidade

Uma acadêmica da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) afirma ter sofrido assédio dentro da biblioteca da instituição, enquanto estudava. A jovem acusa um homem de ter abaixado as calças na frente dela. O caso aconteceu na tarde de ontem (29), por volta das 16h. O prédio estava com o fluxo normal de alunos e várias pessoas foram testemunhas do ocorrido.

Segundo uma das testemunhas, a vítima relatou que estava em uma mesa estudando, enquanto um homem andava entre as prateleiras de livros. "Ela disse que ele a encarou por um tempo e em seguida abaixou a calça, colocando tudo pra fora", conta.

Com a cena, ainda de acordo com a testemunha, a vítima começou a gritar por socorro, mas o acusado conseguiu fugir da biblioteca. "O cara chamou ela de louca com ar de deboche e foi embora. Ninguém conseguiu segurar", conta.

Apesar de o episódio ter aglomerado algumas pessoas ao redor da vítima, a testemunha lamenta que a população ainda esteja despreparada diante de casos de assédio. "Ninguém sabia o que fazer de fato. Trocamos um abraço e algumas palavras, era o melhor que eu podia oferecer naquele momento".

A testemunha, que, em solidariedade, está em contato com a vítima, disse que o boletim de ocorrência ainda não foi registrado. "Ela está esperando as imagens da câmera de segurança da biblioteca", afirma. A suspeita é de que o acusado também seja aluno da UFMS.

Em nota, a assessoria de imprensa da UFMS diz que repudia qualquer modalidade de assédio e violência, e informa que um processo administrativo disciplinar será aberto para apuração do caso envolvendo os acadêmicos.


midiamax

social aqui