19 de Março de 2019 | 11:46
redacao@diariodoms.com
-->
Economia
Noticia de: 24 de Novembro de 2017 - 23:54
Fonte A - A+

Movimento da Black Friday supera o do ano passado e comerciantes festejam

Consumidores lamentaram a grana curta

Comerciantes comemoram os resultados obtidos na Black Friday de 2017, que registrou movimento superior que o observado no ano anterior. Quem passou pelo centro presenciou muitos consumidores nas lojas, calçadas tomadas e trânsito congestionado no centro de Campo Grande. Consumidores aproveitaram a promoção e lamentaram a grana curta.

As lojas apelaram para diversas estratégias para atrair clientes. Na Bumerang o horário será estendido e todas as peças em jeans estavam com desconto de 50%. “O movimento foi bom e praticamente dobrou em relação ao ano passado”, diz o gerente Fernando Fantoni, sem especificar números.

A loja de roupas e calçados Passaletti investiu no publicidade visual e decorações de vitrines, além ter aberto a loja mais cedo. Segundo o gerente Paulo Sérgio, as promoções oferecidas não foram suficientes. “Teve cliente que pediu desconto na hora de pagar”, revela. Não houve preferência entre os artigos vendidos pela loja e muitos deles optaram por comprar combos.

Outra loja que ficará aberta até mais tarde é a Club Denim. A gerente Gleicy Campos também comemora a adesão dos consumidores. “Foi ótimo o momento hoje e teve muitas pessoas que aproveitaram os descontos. O movimento foi melhor que o do ano passado”, revela.

A Black Friday também agradou aos consumidores. A promotora de vendas Cristiane Aparecida de Barros Ribeiro, de 38 anos, não estava sabendo das promoções, mas acabou aproveitando. “Vim pagar uma conta e acabei comprando. Os preços estavam bons, valeu a pena. Nem sabia, mas foi bem em conta”, diz Cristiane, que comprou uma boneca para a filha.

Já a auxiliar administrativa de vendas Viviane Pereira da Silva Souza, de 22 anos, já estava de olho nos preços de uma fritadeira elétrica e viu a oportunidade de finalmente comprar o eletrodoméstico, entretanto foi comedida. “A Black Friday estava boa pra algumas coisas. Comprei uma fritadeira elétrica que já estava de olho e vi que o preço estava bom”, conta. “Valeu a pena, só faltou mais dinheiro”, brinca.

Orientação ao consumidor

Em ação conjunta do Procon-MS e o Procon Municipal, um posto foi montado no centro com o objetivo de orientar consumidores. Segundo Rodrigo Vaz, coordenador de atendimento a fiscalização do Procon-MS, mais de 100 atendimentos haviam sido realizados até por volta das 18h.

Rodrigo diz que 70% dos atendimentos, entre reclamações e orientações ao consumidor, foram realizados na parte da tarde. Além disso, foram feitas 7 fiscalizações em lojas e 25 empresas foram notificadas. “As notificações são feitas para que a empresa resolva o problema sem a necessidade de marcar audiência”, explica.

A maioria das reclamações são referentes à publicidade enganosa. Segundo o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, nenhum lojista foi autuado, pois o intuito da ação foi orientar os comerciantes.


MIDIAMAX

social aqui