13 de Dezembro de 2017 | 17:48
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/7327_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Rural
Noticia de: 17 de Novembro de 2017 - 08:38
Fonte A - A+

Lista dos mais influentes na agropecuária tem quatro nomes de MS

Campo Grande News

Quatro personalidades sul-mato-grossenses foram listadas entre as cem mais influentes no agronegócio brasileiro na edição especial de novembro da revista Negócio Rural. Os nomes são reconhecidos pelos trabalhos que realizam em pesquisa, produção de insumos, consultoria ou pela atuação como produtores rurais.

O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Rui Fachini Filho, foi o destaque na categoria Iniciativa Sustentável pelos debates que encabeça propondo uma pecuária socialmente justa, ambientalmente correta e economicamente viável.

Esse trabalho tem inspirado grupos em outros países, como Estados Unidos, Colômbia, Uruguai, México, Austrália, Argentina e Paraguai.

O secretário de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, é considerado influente no quesito governo. Biólogo e produtor rural, ele já foi presidente do Sistema Famasul, mas o que chamou a atenção dos editores da revista foi a adesão pelo Agro Mais, programa do Governo Federal que prevê identificar onde o poder público prejudica a atividade rural, eliminando os entraves.

Rubens Catenacci, dono da Fazenda 3R, foi destacado na categoria proteína animal. Ele recebeu da Assembleia Legislativa o título de “Embaixador da Carne” e acumula prêmios pela produção do melhor bezerro do país.

A propriedade dele foi inclusive escolhida para o desenvolvimento do piloto do Programa Carne de Zebu pela ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), que busca comprovar tecnicamente a qualidade da carne originada dos zebuínos, principalmente nelores.

Por fim, nessa mesma categoria, figura Adriane Zart, médica veterinária graduada pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela mesma instituição.

Ela é responsável por técnicas que reduzem o estresse dos bois e que estão sendo aplicadas 36 propriedades em oito estados brasileiros, além de fazendas da Bolívia e Paraguai, sendo por isso conhecida como “encantadora de bovinos”. A profissional também é diretora do MNP (Movimento Nacional dos Produtores).

social aqui