20 de Novembro de 2017 | 08:22
redacao@diariodoms.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/6890_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Rural
Noticia de: 07 de Fevereiro de 2017 - 11:02
Fonte A - A+

Com início da colheita, preço da saca de soja tem queda de 8% em janeiro

Campo Grande News

O preço da saca de soja recuou média de 8,24% em janeiro deste ano e encerrou o mês cotado a R$ 61,25. No comparativo com o mesmo período de 2016, a queda registrada foi de 9,32%, segundo boletim de acompanhamento da safra da Famasul.

A maior queda, de acordo com o levantamento, ocorreu em Ponta Porã, onde a saca foi negociada em R$ 61 e a queda ultrapassou os 10,2%. Já em Dourados, a saca do grão foi vendida a R$ 62 e a queda registrada foi de 8,96%. O município com menor retração no valor foi Caarapó, onde a redução foi de 7,46% e a saca que no dia 3 de janeiro era vendida a R$ 67, encerrou o mês comercializada a R$ 62.

A queda do dólar que no comparativo com janeiro de 2016 caiu 21% e a expectativa de boa safra na América do Sul, pressionando as cotações internacionais e consequentemente as cotações no mercado interno são apontadas com as principais causas da desvalorização no preço da oleaginosa.

Segundo levantamento, até o último dia 30 de janeiro, o Estado já havia comercializado 34,7% da safra 2016/17. No mesmo período da safra passada a comercialização estava em 48%, atraso de 14 pontos percentuais na comercialização.

Este atraso na comercialização da safra 2016/17 é reflexo do ambiente de mercado, pois, o dólar vem recuando desde o último trimestre de 2016 e, apenas em janeiro de 2017 recuou 3%, o que fez com que o preço da saca também recuasse. Segundo o levantamento, há também muita oscilação no mercado internacional em função principalmente de projeções de boa safra na América do Sul, com consequente aumento de oferta.

Até o momento, cerca de 3,2% da área plantada foi colhida em Mato Grosso do Sul. A estimativa para o período era de aproximadamente 5%, o Projeto SIGA MS. As chuvas ocorridas durante a semana, interromperam os trabalhos em vários municípios produtores no estado, atrasando a colheita.

Milho - Registro de queda também no valor de comercialização da saca de milho no Estado, com média de R$ 25,63, o recuo é de 8,8% em janeiro deste ano, o destaque negativo é para Sidrolândia, onde a queda chegou a 10,71%, com saca cotada em R$ 25. Em relação ao mês anterior o recuo foi de 9%, já no comparativo com janeiro do ano passado houve queda de 19%.

social aqui