22 de Novembro de 2017 | 04:22
redacao@diariodoms.com
-->
Policial
Noticia de: 18 de Fevereiro de 2016 - 07:28
Fonte A - A+

Esposa e sogra de policial militar são sequestradas em roubo na Capital

Jovem, de 25 anos, esposa de um policial militar, e a mãe dela, de 51, foram sequestradas por quadrilha no roubo de um Golf, ocorrido no Bairro Nova Campo Grande, na Capital, na manhã de ontem (17). As vítimas ficaram horas em poder dos criminosos, em cativeiro no Bairro das Moreninhas, região sul da cidade, e foram libertadas já durante a tarde, depois de a jovem enviar mensagem por aplicativo, com a localização, ao marido. Cinco integrantes do grupo criminoso, entre eles duas mulheres, foram presos quando seguiam ao Paraguai.

Conforme Boletim de Ocorrência, mãe e filha estavam dentro de um Golf, em uma rua no Bairro Nova Campo Grande, quando foram surpreendidas por dois assaltantes. Um deles, com arma de fogo, sentou-se ao lado de uma das vítimas no banco de trás, enquanto o outro assumiu a direção e mandou a outra mulher se sentar ao seu lado. Percorreram cerca de uma hora e meia pela cidade e, neste período, até atiraram em um homem que estava sentado na calçada de uma rua, no Bairro Rouxinóis, conforme declarações feitas à polícia.

DENÚNCIA

O policial, marido e genro das vítimas, disse à Polícia Civil ter recebido mensagem da esposa, por volta das 14h, com informação do sequestro e, por aplicativo, ela lhe mandou a localização do cativeiro, que ficava no fim da Rua Araticum, área rural na região das Moreninhas. Equipe do Batalhão do Choque, juntamente, com o policial, foram ao local. Ao avistar a viatura, o bandido que estava em poder das vítimas fugiu e elas foram resgatadas.

PRISÕES

Policiais rodoviários federais foram comunicados sobre o roubo e disseram que viram um automóvel com as mesmas características passando por Dourados. Equipe do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) interceptaram o Gofl, em barreira na MS-164, região do Itamarati. Na ocasião, foram presos: Roberto Barbosa Júnior, Thaynara da Silva Ferreira, ambos de 18 anos, Luiz Carlos Arevalo, 27, Michael de Oliveira Pereira, 22, e Luzia Silva Iamandu, 37. O sexto integrante da quadrilha foi preso em Campo Grande, na madrugada de hoje (18), mas a polícia ainda não divulgou a identificação dele, nem a circunstância da prisão.

OUTRO CASO COM POLICIAL

Adolescente, de 17 anos, acabou morto ao tentar roubar policial civil, na noite de anteontem (17), em posto de combustíveis na Avenida Guaicurus. Um investigador de delegacia especializada abastecia o veículo quando o menor, junto de um comparsa, anunciaram assalto e exigiram pertences. O policial, inicialmente, atendeu a ordem, mas depois se identificou, houve confronto e o menor infrator acabou baleado na cabeça. O comparsa dele fugiu.


Correio do Estado

social aqui