20 de Novembro de 2017 | 08:37
redacao@diariodoms.com
-->
Policial
Noticia de: 17 de Fevereiro de 2016 - 10:59
Fonte A - A+

'Ex-amigo' se entrega à polícia e confessa homicídio em casa de shows na Capital

Anderson Delgado Martins, de 20 anos, procurou a 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande no fim da tarde de terça-feira (16), para se entregar. Ele confessou ser o autor do homicídio de Wellingson Luiz de Jesus Reynaldo Felipe, de 20 anos, no dia 9 de fevereiro.

De acordo com a Polícia Civil, equipes haviam identificado o autor do crime e faziam buscas pelo suspeito e pela arma usada para matar Wellingson. Anderson entrou em contato com um advogado e se apresentou, entregando também a pistola Taurus 9mm, que afirma ter comprado por R$ 3,5 mil.

Ainda conforme a polícia, o motivo do homicídio teria sido um desentendimento entre Anderson e Wellingson em 2013, ano em que eles eram amigos e comparsas em crimes na Capital.

Motivação

Conforme depoimento de Anderson, ele praticava crimes de roubos e, em 2013, Wellingson empresou para ele uma arma de fogo. Na época, Anderson foi detido em flagrante e teve a arma apreendida. Segundo ele, Wellingson teria começado a cobrar pela arma, alegando que o 'amigo' teria uma dívida com ele.

Ainda de acordo com Anderson, algum tempo depois o rapaz tentou matá-lo a tiros, no Estrela Dalva. Pela tentativa de homicídio, Anderson deveria comparecer a audiência no dia 25 de fevereiro e afirma que ele e a esposa estariam sendo ameaçados por Wellingson. Segundo o rapaz, ao ver a vítima na casa de shows, ele chamou um comparsa, que o ajudou a cometer o crime.

A Polícia segue investigando o caso e Anderson deve responder pelo homicídio doloso, quando há intenção.

Homicídio

Wellingson foi executado durante um evento de Carnaval na casa de shows localizada na Rua da Divisão na região do Bairro Parati em Campo Grande. No local havia aproximadamente 150 pessoas e ninguém mais foi atingido pelos disparos.

De acordo com um dos organizadores do evento, Wellingson foi morto 15 minutos após chegar ao local. “Chegou dois rapazes de moto, renderam o segurança e foram em direção a ele”, lembra. Wellingson que estava sentado de costas para os autores no momento em que eles chegaram, levou de 7 a 9 tiros. O rapaz não resistiu e morreu no local.

Os autores estavam em uma motocicleta Honda Titan Mix cor chumbo e fugiram logo após a execução. Segundo o sargento Alexandre Guerra do 10º BPM, foram encontrados 10 cápsulas de pistola 9 mm no local do crime.

Midiamax

social aqui