01 de Dezembro de 2022 | 10:33
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/14635_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Economia
Noticia de: 16 de Novembro de 2022 - 15:42
Fonte A - A+

Em 2020, primeiro ano da pandemia, MS registra maior crescimento do PIB no país, aponta IBGE

Além de Mato Grosso do Sul somente Roraima (0,1%) teve variação positiva do PIB no ano. O estado vizinho, Mato Grosso, registrou estabilidade. Os outros 23 estados e o Distrito Federal enfrentaram redução.

O Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso do Sul apresentou variação em 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19, de 0,2% na comparação com 2019. Foi o maior percentual de crescimento no país.

Segundo dados do Sistema de Contas Regionais, divulgado nesta quarta-feira (16), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além de Mato Grosso do Sul somente Roraima (0,1%) teve variação positiva do PIB no ano.

O estado vizinho, Mato Grosso, registrou estabilidade. Os outros 23 estados e o Distrito Federal enfrentaram uma redução.

O IBGE atribuiu o resultado de Mato Grosso do Sul ao desempenho de sua agropecuária. O segmento apresentou a maior variação entre os três grandes grupos de atividades na economia do estado, com incremento de 14,6% no ano frente ao anterior.
Foi apontado como destaque a recuperação da safra de soja no ano, além do apoio as atividades agrícolas, o pós-colheira e a pecuária em geral, especialmente a produção de aves e suínos.

O segmento industrial do estado apresentou estabilidade em relação ao ano anterior. Neste grupo, destacou-se o crescimento de 2,2% de indústrias de transformação, principalmente as de fabricaçaõ de celulose, papel e de produção de etanol e biocombustíveis, e a variação de 0,6% em eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação.

De acordo com o IBGE, o setor de serviços foi impactado significativamente pela pandemia e registrou uma retração de 3,6% em 2020. Entre as atividades mais afetadas estiveram o alojamento, alimentação e serviços domésticos.

Apesar da variação média negativa para o grupo de Serviços, algumas atividades registraram crescimento em 2020, como comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (1,5%) e informação e comunicação (5,3%).

O PIB de Mato Grosso do Sul alcançou em 2020, R$ 122,6 bilhões e participou com 1,6% da economia nacional. O estado avançou uma posição no ranking dos estados, passando da 16ª para a 15ª posição.

Em relação ao PIB per capta o avanço foi ainda maior. Mato Grosso do Sul registrou no ano o valor de R$ 43.649,17, o quinto maior entre as unidades da federação.


Somente o Distrito Federal (R$ 87.016,16), São Paulo (R$ 51.364,73), Mato Grosso (R$ 50.663,19) e Santa Catarina (R$ 48.159,24) registraram valores maiores.

Entretanto, o PIB per capta-sul-mato-grossense foi 1,2 maior que o PIB per capita do país, R$ 35.935,74.

G1MS

social aqui