01 de Dezembro de 2022 | 10:58
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/14444_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 29 de Setembro de 2022 - 09:19
Fonte A - A+

Filho é preso por espancar e manter mãe de 74 anos acorrentada em casa no Jardim Aeroporto

A idoso contou que está sob cárcere privado há dois meses

Um homem, que não teve a identidade revelada, foi preso na madrugada desta quinta-feira (29), após ser flagrado espancando a mãe de 74 anos na frente de uma residência na rua Morro do Pilar, no bairro Jardim Aeroporto, em Campo Grande. 

Segundo o boletim de ocorrência, a idosa era mantida acorrentada dentro do imóvel.

Vizinhos acionaram a Polícia Militar, relatando que ouviram gritos da vítima. 

O filho foi encontrado com uma arma nas mãos, dando chutes e socos na idosa. A mãe estava no chã, na porta da casa. 
Coma chegada dos policiais, ele começou a ameaçar a mulher de morte. O suspeito também começou a ameaçar os policiais. 

A idosa autorizou a entrada da polícia na casa. Ela contou que era mantida presa dentro do imóvel. 

A guarnição encontrou muito lixo e fezes espalhados pela casa, que não tinha imóveis. 

A genitora contou que estava sob cárcere privado há dois meses. O suspeito deixava a casa e matinha a vítima acorrentada no interior. 

A vítima contou ainda que já teve a perna quebrada pelo suspeito e só anda com muletas. Ela estava sem comer há dois dias.

O filho é quem recebe a aposentadoria da idosa. Durante as agressões, o suspeito disse que a idosa iria morrer. Ela conseguiu correr até o portão, onde gritava por socorro. 

O suspeito foi preso e encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher). 
 
Segundo a polícia, já existiam vários registros de violência doméstica contra o homem, sempre com a própria mãe sendo a vítima.

Ele vai responder por lesão corporal, ameaça e maus-tratos, todos com agravante de violência doméstica, e também por resistir à prisão. 

Top Midia News

social aqui