12 de Agosto de 2022 | 06:17
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/14253_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Geral
Noticia de: 03 de Agosto de 2022 - 18:35
Fonte A - A+

Incêndio em área mais preservada da Serra do Amolar mobiliza militares no Pantanal de MS

Local que foi fortemente atingido pelo fogo no ano passado tem 1ª queimada registrada este ano

O sistema de monitoramento do Abrace o  identificou, na tarde de terça-feira (2), o primeiro foco de  de uma das áreas mais preservadas da Serra do Amoral, Pantanal de Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande. Equipes do Corpo de Bombeiros e brigadistas se empenham no combate ao fogo.

Segundo o IHP (Instituto do Homem Pantaneiro), o fogo começou por volta das 14h nas imediações da Região do Palmital, identificado pela torre por câmeras de monitoramento, em seguida as autoridades competentes foram acionadas.

 “A região onde o primeiro foco foi identificado é de difícil acesso. A Brigada Alto Pantanal não consegue chegar de barco ou carro. Por isso, compartilhamos as informações com as autoridades que também atuam no combate às chamas. Estamos vivenciando o período crítico do fogo na região”, afirma o presidente do IHP, coronel Ângelo Rabelo.

Conforme a atualização da Operação Pantanal 2022, oito militares se deslocaram para o combate ao incêndio florestal. Na região do Paraguai-mirim, também nas proximidades da Serra, a equipe realiza voos com aeronaves para definição de estratégias de combate, já que o local tem acesso apenas por via área.

Na região do Abobral, duas equipes da GCIF (Guarnição de Combate a Incêndio Florestal) combatem chamas no Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro. Nas demais áreas pantaneiras, as equipes fazem o monitoramento por intermédio das plataformas de apoio e conscientização dos moradores, ribeirinhos e fazendeiros. Ao todo, 73 militares estão ativos no combate.

Torre de monitoramento no Pantanal

Lançada em junho, a iniciativa Abrace o Pantanal foi lançada estrategicamente na pré-temporada de incêndios no Brasil e trata-se de um dos maiores projetos mundiais de preservação ambiental por meio da detecção rápida e melhor combate a incêndios. A iniciativa reúne câmeras de monitoramento, inteligência artificial e brigadas de incêndio.

Brigada Aliança e Polo Socioambiental Sesc Pantanal, com apoio financeiro da JBS. A iniciativa tem o objetivo de proteger 2,5 milhões de hectares de área do bioma por meio da detecção precoce do incêndio.

Midia Max

social aqui