11 de Agosto de 2022 | 10:52
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/14179_1.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Política
Noticia de: 08 de Julho de 2022 - 10:50
Fonte A - A+

Gestão de Azambuja tem aprovação de 74% da população de Mato Grosso do Sul

Segundo pesquisa realizada pelo Ipems, 44,58% dos entrevistados avaliaram o governo do Estado como ótimo ou bom

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), tem a aprovação de 74,1% da população sul-mato-grossense, segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul (Ipems). Do total, 44,58% avaliaram a gestão do tucano como ótima ou boa e 29,58% como regular, mas com aprovação.  

Outros 25,8% a desaprovam, enquanto 20,87% disseram que a atual administração é ruim ou péssima e 4,97% estimam ser regular e, portanto, a desaprovam.

Em Campo Grande, 3,63% dos entrevistados classificam o Executivo estadual como ótimo, enquanto no interior esse porcentual sobe para 9,16%. Na Capital, 34,40% acham a gestão boa, enquanto nas demais cidades esse número chega a 38,70%.  

Avaliam como regular, porém, com aprovação 29,55% dos que moram em Campo Grande e 29,55% dos que estão no interior.

Ainda na Capital, 4,03% acreditam ser regular e não aprovam, outros 7,85% definiram como ruim, e 20,54%, péssima. Nos outros municípios, 5,45% acham regular e desaprovam; 6,22% ruim; e 10,88% péssimo.  

Entre as mulheres que responderam à pesquisa, 7,30% atestam como ótima, 39,02% boa, 33,47% regular com aprovação, 3,10% regular com desaprovação, 6,30% ruim e 10,81% péssima.  

Para 7,34% dos homens ouvidos, a administração de Azambuja é ótima. Outros 35,30% acham boa, 24,25% regular com aprovação, 7,06% regular com desaprovação, 7,29% ruim e 17,77% péssima.

A amostragem, feita entre os dias 26 de junho e 2 de julho, ouviu 1.665 pessoas nos 79 municípios do Estado. A margem de erro é de 2,40% e o grau de confiança é de 95%, com registro no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) sob o número MS 04652/2022. Azambuja está no último ano de seu segundo mandato e passará o bastão para o próximo governador em 1° de janeiro de 2023.

MUNICÍPIOS

Ainda conforme a pesquisa, de modo geral, a população vê com bons olhos os atuais prefeitos. Sem nominar gestores, os entrevistadores perguntaram aos entrevistados como avaliam a atual gestão de seus respectivos municípios. A resposta foi que 48,74% acham ótima ou boa; 30,52% regular com aprovação; 15,75% ruim ou péssima; e 5% regular com desaprovação.

Em Campo Grande, a administração do então prefeito Marquinhos Trad (PSD) – que em abril deixou o cargo para ser pré-candidato a governador do Estado e Adriane Lopes (Patriota) passou a ser titular do Executivo municipal – tem 32,41% na opção ótima ou boa.  

Outros 47,08% acreditam ser regular, mas aprovam. Definem como regular e desaprovam 6,85% e classificam como ruim ou péssima 13,67%.

Já os gestores do interior tiveram aprovação com avaliação ótima ou boa de 56,90% dos entrevistados.  

Aprovam e classificam como regular 22,24%, e outros 4,07% acham regular, porém desaprovam. Por fim, 16,80% dos ouvidos acham ruim ou péssima a administração da cidade em que residem.

 

Pesquisa mostrou cenário para eleições

Ao longo desta semana, o Correio do Estado divulgou pesquisa de intenção de votos para o Senado e para o governo do Estado. Na estimulada para senador, ficaram nas cinco primeiras colocações: Tereza Cristina (PP), 34,99%; Odilon de Oliveira (PSD), 15,93%; Luiz Henrique Mandetta (União Brasil), 8,40%; Tiago Botelho (PT), 3,39%; e Sérgio Harfouche (Avante), 2,60%. 

Já para governador de Mato Grosso do Sul, também na modalidade estimulada, a ordem foi a seguinte: André Puccinelli (MDB), 27,32%; Marquinhos Trad (PSD), 23,03%; Rose Modesto  

(União Brasil), 14,48%; Capitão Contar (PRTB), 9,86%; Eduardo Riedel (PSDB), 9,15%; e Giselle Marques (PT), 2,57%.

 
 

social aqui