12 de Agosto de 2022 | 05:32
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/14113_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Diário Político
Noticia de: 22 de Junho de 2022 - 16:03
Fonte A - A+

Nova pesquisa do IBP aponta queda de André nas intenções de votos, Marquinhos lidera, Riedel e Rose sobem e embolam disputa pelo 2º lugar.

Realizada com 2.500 eleitores entre os dias 17 e 22 deste mês, a pesquisa do IBP tem nível de confiança de 95% e margem de erro de 2% para mais ou menos.

Com informações O Jacaré

O ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), assumiu a liderança na disputa do Governo de Mato Grosso do Sul. O ex-governador André Puccinelli (MDB) caiu, enquanto a deputada federal Rose Modesto (União Brasil) e o ex-secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel (PSDB), subiram e embolaram a disputa pelo 2º lugar. Os números são da nova pesquisa do IBP (Instituto Brasileiro de Pesquisa), divulgada nesta quarta-feira (22) pelo O Jacaré.

Conforme o levantamento, o deputado estadual Capitão Contar (PRTB0 perdeu fôlego e oscilou para baixo, dentro da margem de erro, enquanto a advogada Giselle Marques (PT) e a professora Luhhara Arguelho (PSOL) permaneceram estáveis.

Realizada com 2.500 eleitores entre os dias 17 e 22 deste mês, a pesquisa do IBP tem nível de confiança de 95% e margem de erro de 2% para mais ou menos. Na Justiça Eleitoral, a sondagem foi registrada com os números MS-06086/2022 e BR-02473/2022.

O levantamento mostra uma disputa equilibrada por duas vagas no segundo turno entre Marquinhos, André, Rose e Riedel e vai incendiar a disputa eleitoral faltando pouco mais de três meses para o primeiro turno.

Na estimulada, no primeiro cenário, Marquinhos tem 20,3%, seguido por André com 19,5%, Rose com 16,40%, Riedel com 16,1%, Capitão Contar com 6,2%, Giselle com 1,3% e Luhhara com 0,40%. Os brancos, nulos e indecisos somam 20%.

Em relação ao levantamento de maio, Marquinhos oscilou para baixo, de 21,60% para 20,3%, mas assumiu a liderança. O ex-governador do MDB caiu de 22,4% para 19,5%. A pesquisa confirma os números da Real Time Big Data, divulgada pela TV Record.

Puccinelli passou a ser ameado pela candidata do União Brasil e pelo tucano. Rose subiu de 14,2% para 16,4%, enquanto o ex-secretário de Infraestrutura variou de 10,2% para 16,1%, a maior variação entre os candidatos neste levantamento.

Além de disputar o segundo lugar com o ex-governador, o candidato de Reinaldo Azambuja se distanciou do candidato bolsonarista. Capitão Contar oscilou de 8,2% para 6,2%, conforme o IBP. Giselle ficou praticamente estável, já que variou de 1,60% para 1,30%.

No segundo cenário estimulado, Marquinhos também assumiu a liderança, com 21%, seguido por André com 20,3%, por Rose com 17,7% e Eduardo Riedel com 17,3%. Os candidatos do MDB, União Brasil e PSDB estão empatados tecnicamente. O ex-governador também empata com o ex-prefeito da Capital em primeiro. Brancos, nulos e indecisos seriam de 23,7%.

Em relação ao mês de maio, Marquinhos oscilou de 23,8% para 21%, enquanto André variou de 24,6% para 20,3%. Rose ficou estável, já que foi de 17% para 17,7%. Riedel subiu de 13,4% para 17%.

Marquinhos assumiu a dianteira também na espontânea. O candidato do PSD sub iu de 13,40% para 16%, enquanto André variou de 14,2% para 15,5%> Rose subiu de 9,2% para 11,6%. O candidato do PSDB variou de 7,8% para 11,2%. Giselle variou de 0,8% para 1%.

O ex-governador André Puccinelli lidera a taxa de rejeição, mas o índice ficou estável em 25,80%. Já Marquinhos viu o índice cair de 16,2% para 15,6%. A rejeição de Contar é de 12,30%, seguido por Luhhara com 8,5%, Giselle com 6,40%, Rose com 4,2% e Riedel com 4,1%.

social aqui