12 de Agosto de 2022 | 07:03
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/14082_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 09 de Junho de 2022 - 16:54
Fonte A - A+

Procurado por matar 2 em lava a jato agiu por ciúmes de mulher com quem viveu por 9 anos

Ex do suspeito era funcionária da vítima e se relacionava com o empresário há cerca de três meses; mulher chegou a correr atrás do autor com arma

Investigações apontam que Joe Magnum, suspeito de matar a tiros Luiz da Conceição Thierre, de 36 anos, em Campo Grande, agiu por ciúmes da ex-mulher ao atirar diversas vezes contra o empresário. Na ocasião, um dos tiros ainda acertou o eletricista Adriano Medeiros Pereira, de 33 anos, que passava pela avenida das Bandeiras, a caminho do trabalho, e também não resistiu. 

Conforme o delegado Rodolfo Daltro, da 5ª Delegacia de Polícia Civil da capital, Joe e uma funcionária de Thierre chegaram a viver juntos por nove anos, mas o relacionamento tinha chegado ao fim.  

Há cerca de três meses, a mulher, que inclusive estava no lava a jato no dia do crime, e aparece em vídeo gravado por câmera de segurança correndo atrás do autor armada, estaria se relacionando com o patrão. 

“Vimos pelas imagens que a reação da mulher era de se chamar atenção. Primeiro ela sai com um pedaço de pau atrás dele [do suspeito], e isso você faz com alguém conhecido”, avalia Daltro.  

Ainda segundo o delegado, a gerente do lava a jato chegou a negar que conhecia o autor, mas as características do assassino batiam com as do ex-companheiro dela, com quem tem uma filha. “Depois ela acabou confessando”. 

A mulher chegou a dizer à polícia que, nos últimos dias, o ex estaria envolvido em discussões com a vítima, agindo por ciúmes. Joe Magnum fugiu após o crime e, até o momento, segue foragido.  

O crime  

Luiz e Adriano foram mortos a tiros no dia 27 de maio. Câmera de segurança do lava a jato flagrou o momento que o suspeito chega ao local, surpreende o empresário pelas costas e atira contra ele. A primeira reação da vítima é fugir. Luiz sai cambaleando, chega a cair próximo ao veículo de um funcionário, mas se levanta e continua correndo pela avenida.  

Mesmo de longe, o autor continua atirando. Foi assim que Adriano, que passava pelo local em uma moto, também acabou ferido e morto.  

Correu armada 

A funcionária de Tierre também foi flagrada pelas imagens. Primeiro ela corre atrás do assassino com um pedaço de madeira. Depois, ela é vista entrando no estabelecimento e saindo com uma arma em mãos.  

A arma era do dono do lava a jato, que não tinha o registro. Luiz respondia a processo na Justiça Federal por contrabando de cigarro, depois de prisão ocorrida em junho do ano passado. 

Primeira Página 



social aqui