02 de Outubro de 2022 | 04:36
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diariocostarica/public_html/fotos/noticias/13992_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: Permission denied in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Diário Político
Noticia de: 12 de Maio de 2022 - 19:14
Fonte A - A+

Riedel aponta indústria do Turismo como estratégica para MS

Destinos do Estado recuperam-se após os momentos mais duros da pandemia

O pré-candidato ao Governo do Estado, Eduardo Riedel (PSDB) - ex-secretário estadual de Governo e Infraestrutura – reforçou nesta terça-feira (10) seu compromisso com o incremento da indústria do turismo em Mato Grosso do Sul. Ele comemorou a recuperação do setor após os momentos mais duros da pandemia.

Nesta semana, operadores do turismo em MS destacaram os bons números registrados pelo setor em 2022. Segundo eles, a atividade vem crescendo desde o ano passado depois de ter um 2020 de baixas por causa da pandemia de covid-19.

“Sempre fazemos pesquisas e temos observado bastante movimento. Só em abril deste ano a rede hoteleira teve 57% de taxa média de ocupação. Em 2019, esse índice foi de 46%”, afirmou a coordenadora do Observatório do Turismo e Eventos de Bonito (OTEB), Janaína Mainchein.
Segundo ela, empresários do maior destino de ecoturismo do mundo têm percebido melhora no fluxo da cidade.

 “Os hotéis relatam que o movimento já voltou como era antes da pandemia. E o público tem mudado também. Temos recebido bastante sul-mato-grossenses, que têm diversificado os passeios além dos balneários”, contou.
Eduardo Riedel afirmou que o Mato Grosso do Sul tem muito a crescer no Turismo.

 Além da geografia privilegiada, a biodiversidade, preservação dos rios, a pegada de carbono, a rota do turismo, o projeto de estrada livre (estradas que tem todo um aparato para proteção contra o atropelamento de animais) e até mesmo com sua imensa população indígena, motivos para receber visitantes de outros estados e outros países não faltam.

Nos últimos sete anos Riedel teve papel fundamental na estruturação do setor. “O turismo é uma indústria que, nos próximos anos, receberá atenção muito especial no Mato Grosso do Sul, por sua capacidade de gerar recursos, alavancar potencialidades locais, disseminar o estado no Brasil e no mundo e, também, educar e envolver as comunidades”.

 O pré-candidato falou também sobre as ações implementadas sob sua batuta na estruturação do turismo. “Investimos em pavimentação para ligar com mais qualidade nossas duas grandes estrelas do turismo, Bonito e o Pantanal.

 Investimos na estrada de Anastácio até Bonito, em saneamento básico e água no município, para prepará-lo para feriados como o deste fim de semana. É investimento não só para só turismo, mas para o social e a pecuária. Outro projeto grande, tão importante quanto as rodovias, foram as infovias. Estamos preparando os nossos municípios para acesso à dados, trânsito de dados. Comunicação é muito importante na captura de novos voos, na promoção do destino”, afirmou.

Riedel destacou, ainda, a importância das microregiões turísticas, como uma área a ser explorada nos próximos anos. “Nós temos - fora do foco do Pantanal, Bonito, Corumbá, etc - núcleos de pequenos paraísos para serem explorados pelo turismo. Por exemplo, bem próximo a Campo Grande está o distrito de Camisão, com suas trilhas e cachoeiras, Rio Verde, Costa Rica, etc. Assim como esses locais, existem inúmeros outros pelo estado”, completa.

REGIÕES SENTEM MELHORIAS

Na região Pantaneira, a cidade de Corumbá têm apontado melhora na movimentação de visitantes.

 “Já voltou à normalidade. A pescaria está normal. Os barcos-hotéis estão saindo e atraindo bastante gente. E os bolivianos estão vindo bastante, principalmente nos finais de semana”, contou o presidente da Associação Corumbaense das Empresas Regionais de Turismo (Acert), Luiz Martins.

Nos dois últimos feriados de abril, Páscoa e Tiradentes, a movimentação turística foi grande nos principais destinos turísticos do Estado.

Números catalogados pelo Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul, administrado pela Fundtur (Fundação de Turismo do Estado), revelam que a taxa média de ocupação dos hotéis e pousadas de Aquidauana, Bonito, Corumbá, Miranda, Ponta Porã e Rio Verde de Mato Grosso ficou em 81% na Páscoa e em 60% no Tiradentes, ambos feriados de abril.

Os melhores índices foram registrados em Bonito, com 95% de ocupação de leitos na Páscoa e 87% na folga de Tiradentes. Na sequência, vieram Corumbá (área urbana), com 90% e 65%; Ponta Porã, com 81% e 61%; e Aquidauana, Corumbá e Miranda (pousadas pantaneiras), com 74% e 72%.


MS URGENTE 

social aqui