24 de Janeiro de 2022 | 21:03
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/13613_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 14 de Janeiro de 2022 - 15:18
Fonte A - A+

Agiota que atirou na cabeça de idosa é preso em Campo Grande

Filho da idosa devia cerca de R$ 5 mil ao agiota

Foi preso nessa quarta-feira (12) o agiota de 28 anos, que atirou na cabeça de uma idosa, de 73 anos, no bairro Coophatrabalho, em Campo Grande no dia 14 de dezembro. O filho da idosa estava devendo ao homem o valor de R$ 5 mil.

Segundo a delegada Marília de Brito da 7ª Delegacia de Polícia Civil, o homem foi preso no bairro Moreninhas. Um mandado de prisão havia sido expedido contra ele, que ficou foragido. Ele foi localizado nas proximidades da residência da esposa dele. A arma do crime também foi apreendida.

Ainda segundo a delegada, o carro também foi apreendido e os outros dois homens identificados e indiciados também pelo crime. Testemunhas ainda estão sendo ouvidas.

O filho da idosa teria emprestado do agiota o valor de R$ 500, mas segundo a delegada o valor emprestado era de R$ 2 mil. Em dez meses, o agiota passou a cobrar R$ 5 mil. O agiota teria chegado a casa da idosa fazendo ameaças no portão.

O autor estava na companhia de mais dois homens em um veículo Volkswagen Golf de cor branca. Ele ainda teria mandado uma mensagem para o filho da idosa perguntando: ‘E aí, vai pagar?’

O CRIME 

Um homem, de 27 anos, é o principal suspeito de atirar contra a residência e acertar tiro de raspão na cabeça de uma idosa de 73 anos, na manhã desta terça-feira (14), na Rua Quebracho, no Bairro Coophatrabalho, em Campo Grande. O crime teria acontecido pelo fato do filho da mulher dever R$ 5 mil a um agiota.

Inicialmente, a polícia registrou no boletim de ocorrência que a dívida era de R$ 500, mas a delegada responsável pelo caso, Franciele Candoti, informou que a dívida inicial era de R$ 2 mil. Porém, o agiota estaria cobrando com juros uma dívida de R$ 5 mil.

O filho da vítima, de 38 anos, informou à polícia que o suspeito seria um agiota e foi até a residência cobrar uma dívida de R$ 5 mil. O homem também contou que viu quando o suspeito fez ameaças no portão.

Midia Max

social aqui