25 de Setembro de 2021 | 13:40
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/13262_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Noticias
Noticia de: 14 de Setembro de 2021 - 19:27
Fonte A - A+

Calor continua e chuva será pouca: veja o que esperar da Primavera em MS

“Se o calor está ruim… Vai continuar”, diz o meteorologista Natálio Abrahão sobre um prognóstico para a Primavera nada otimista.

A nova estação que se inicia às 15h21 do próximo dia 22 de setembro não vai trazer nada de novo ao sul-mato-grossense. A Primavera que, costuma vir com chuva, desta vez terá água de forma irregular, mal distribuída e geradora de muitos transtornos.

Temperatura
As oscilações na atividade do evento “La Niña” vão aumentar, mais uma vez, as médias das temperaturas máximas nas regiões Norte, Oeste, Leste e Central.

A nova estação terá apenas uma frente fria e ainda assim leve que deve atingir o Sul do Estado os dias 27 e 28 de setembro com muitas nuvens e pancadas de chuvas isoladas e ventos acima dos 50kmh.

As temperaturas não vão chegar a cair a ponto de você precisar de casaco, pelo menos até o Outono do ano que vem.

Nos meses de outubro e novembro que, historicamente, são os mais quentes do ano, a temperatura pode chegar a 42°C nas regiões Leste e Oeste de Mato Grosso do Sul.

As cidades de Campo Grande, Corumbá, Água Clara, Três lagoas e Sonora podem registrar extremos máximos nos meses de outubro e novembro e ainda vir com alerta de estiagens.

Temperaturas máximas esperadas na Primavera
Região Outubro Novembro Dezembro
Central 37,0°C 34,0°C 33,0°C
Sul 34,0°C 32,0°C 32,0°C
Leste 42,0°C 38,0°C 36,0°C
Norte 41,0ºC 39,0°C 37,0°C
Oeste 42,0°C 40,0°C 37,0°C
Sudeste 35,0°C 33,0°C 33,0°C
Sudoeste 33,0°C 32,0°C 31,0°C

Chuvas
Não espere que as chuvas da estação sejam o suficiente para amenizar a crise hídrica que assola o Estado. A meteorologia diz que os reservatórios, assim como as queimadas, seguirão em níveis “fortemente críticos” no decorrer da estação.

Segundo o meteorologista Natálio Abrahão, setembro deve fechar com 78 milímetros de chuva e, apesar das frentes frias que podem chegar no Estado, o mês vai fechar faltando chuva.

Distribuição das chuvas
Do dia 20 de setembro até o fim do mês, pode ocorrer chuva em grande parte do Estado, mas o volume de água vai ficar abaixo da média nas regiões Central, Leste, Sudeste e parte do Sul.

Deve voltar a chover entre os dias 28 e 30 do mês de forma irregular. Na região Oeste e parte do Norte entre Corumbá, Ladário, Miranda, Murtinho e Bonito deve ficar abaixo do esperado.

Em Campo Grande, a meteorologia prevê chuvas próximas da média, com episódios de enchentes e inundações principalmente durante a tarde.

Há também um alerta para as excessivas descargas elétricas no Sul, Sudoeste e Centro do Estado.

Nos meses de outubro e novembro o alerta é para estiagem e umidade relativa do ar com valores abaixo de 20%

Veja o que esperar nos próximos meses
Outubro – As temperaturas seguem acima das medias em todas as regiões. Pode ser igual ou mais quente que outubro de 2020, com chance de ser o período mais quente do ano.

Para se ter uma ideia do calor, pode fazer 42°C em Corumbá, Água Clara, Três lagoas e Sonora.

Nas cidades de Costa Rica e Pedro Gomes, por exemplo, a temperatura chega aos 40°C, e em Campo Grande 37°C.

Novembro – Na região Norte as altas temperaturas perdem um pouco de intensidade e nas demais regiões as medias máximas ficam entre 32 graus e 34 graus.


As chuvas devem ser muito irregulares, mal distribuídas e abaixo das médias nas regiões leste, sudeste e central do estado.

Dezembro – Permanece o calor com mais umidade e mais nebulosidade, onde as temperaturas podem ficar dentro das médias de cada localidade.

A Primavera começa às 15h21 do dia 22 de setembro e vai até 11h59 do dia 21 de dezembro, quando começa o Verão.
G1MS

social aqui