15 de Outubro de 2021 | 17:48
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/13098_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Policial
Noticia de: 04 de Agosto de 2021 - 15:27
Fonte A - A+

Policial penal é filmado destruindo carro da namorada durante crise de ciúmes e acaba preso em MS.

Suspeito ficou com ciúmes de mecânico que foi consertar carro da companheira e agrediu ela e o profissional. Após ser preso, homem afirmou ter "bebido muito e cheirado cocaína pela primeira vez".

Um policial penal federal, de 45 anos, foi preso após agredir a namorada, de 27 anos, e ainda destruir o carro dela com uma barra de ferro após uma crise de ciúmes, na noite desta terça-feira (3), em Campo Grande. Ele foi flagrado por várias testemunhas cometendo o crime e, após ser preso, afirmou ter "bebido muito e cheirado cocaína pela primeira vez".

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher havia chamado um mecânico após o carro dela apresentar problemas. O namorado, policial penal, foi até o local, um posto de combustíveis na Avenida Afonso Pena, e teve um surto de ciúmes ao ver a companheira conversando com o profissional. Ele a teria agredido com tapas no rosto e socos nas pernas e braços, além de ter dado um soco no nariz do mecânico.

Segundo o depoimento da vítima, o policial penal ainda colocou a mão na cintura para puxar a arma de fogo, quando percebeu que o revólver estava no carro. Ela ainda contou à polícia que o namorado disse que iria dar dois tiros nela, pois ele estaria sendo traído. Neste momento, a mulher conseguiu fugir do local.

Porém, o homem encontrou uma barra de ferro próxima de onde o veículo estava e destruiu o carro, em cena flagrada por diversas testemunhas

O suspeito fugiu do local na sequência, mas teve o seu endereço informado por pessoas conhecidas. A Polícia Militar foi até a residência do homem, mas o agente penitenciário, de primeiro momento, se recusou a sair e ainda ameaçou os militares, dizendo que "era policial penal federal e atiraria caso alguém tentasse entrar no apartamento", conforme consta no boletim de ocorrência.

Após muita insistência, inclusive com a presença de colegas de trabalho no serviço público, o agressor abriu a porta e foi conduzido até a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), na Casa da Mulher Brasileira.

A arma de fogo usada por ele foi apreendida. O policial penal foi preso em flagrante por ameaça, injúria real e dano qualificado, todos no âmbito doméstico. Já na delegacia, o suspeito disse, em depoimento, que bebeu e cheirou cocaína pela primeira vez, e que teria ficado com ciúmes após ter ouvido o mecânico chamar a namorada de "meu amor".

Porém, ainda na delegacia, o homem disse que se lembra apenas de ter ficado exaltado, e não se recorda de ter ameaçado, agredido ou xingado qualquer pessoa. Ele passa por audiência de custódia nesta quarta-feira (4). A agora ex-namorada afirmou à polícia que não pretende continuar o relacionamento com o suspeito e ainda pediu medida protetiva contra ele.

O policial penal já foi preso por crime de trânsito e tinha passagem anterior pela polícia por violência doméstica. A defesa do suspeito não foi encontrada pelo G1 até a publicação desta reportagem. A assessoria jurídica da Federação Nacional Sindical da Polícia Penal (Fenasppen) acompanha o caso.

social aqui