25 de Setembro de 2021 | 13:33
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/13081_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Noticias
Noticia de: 30 de Julho de 2021 - 17:35
Fonte A - A+

Campo Grande flexibiliza medidas e coloca toque de recolher à meia-noite a partir de domingo

Novo horário passa a ser das zero horas às 5 da manhã. O transporte público municipal também teve flexibilizações e poderá funcionar com limite de até 70% da capacidade máxima permitida de passageiros.

A prefeitura de Campo Grande anunciou, nesta sexta-feira (30), um novo toque de recolher a partir do próximo domingo (1°). O período de reclusão obrigatória passa das 23h para as 0h e continua valendo até às 5h.

De acordo com a administração municipal, a medida se aplica ao confinamento domiciliar obrigatório em todo território de Campo Grande, das zero horas às 5h. É expressamente proibida a circulação de pessoas, exceto quando necessária para acesso aos serviços essenciais e sua prestação, comprovando-se a necessidade ou urgência.

Continuam autorizados a funcionar, mesmo no período do toque de recolher, postos de combustíveis, farmácias e serviços de saúde, em horário estabelecido no alvará de localização e funcionamento respectivo, bem como aos serviços de delivery, de coleta de resíduos e ações destinadas ao enfrentamento da Covid-19.

Outra mudança anunciada pela prefeitura da capital é a de que, também a partir de domingo, o transporte público municipal poderá funcionar com limite de até 70% da capacidade máxima permitida de passageiros.

A prefeitura de Campo Grande reiterou que continuará fiscalizando estabelecimentos que funcionarem além do toque de recolher ou desobedecendo normas de biossegurança. Segundo a administração municipal, o descumprimento das medidas sanitárias municipais, estaduais e federais de combate à pandemia, em especial das normas de biossegurança, nos termos da legislação em vigor, acarretará em sanções.
G1MS

social aqui