15 de Outubro de 2021 | 17:27
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/13013_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Saúde
Noticia de: 16 de Julho de 2021 - 15:02
Fonte A - A+

Ministro da Saúde diz que população adulta do Brasil estará toda vacinada até setembro deste ano

Em uma visita técnica na capital de MS, Marcelo Queiroga diz que governo tem mais de 630 milhões de doses contratadas e garante que até setembro ainda deste ano toda população com mais de 18 anos já terá recebido ao menos a primeira dose da vacina contra Covid-19

Durante agenda em Campo Grande, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reforçou nesta sexta-feira (16) que toda a população brasileira será vacinada contra a Covid-19 até o fim deste ano. Ele visitou o drive-thru de vacinação no Parque Ayrton Senna. 

"Já temos mais de 630 milhões de doses de vacinas contratadas. Com essas vacinas, não precisamos mais contratar vacinas para a população no ano de 2021. Posso garantir a vocês que, já em setembro, toda população brasileira acima de 18 anos será vacinada com uma dose e 50% já terá recebido duas doses. Até o final do ano, com o apoio de todos vocês, vamos vacinar toda a população brasileira acima de 18 anos", disse Queiroga.

A afirmação do ministro da Saúde foi realizada na Assembleia Legislativa do Estado, onde ele participou da abertura da 1ª Reunião de Gestores do Mato Grosso do Sul, com os 79 Secretários Municipais de Saúde do estado.

Queiroga ainda apontou que os adolescentes de 13 a 18 anos já devem ser incluídos como grupo a ser vacinado na próxima reunião do Programa Nacional de Imunização (PNI). De acordo com a assessoria de comunicação do Ministério da Saúde, esta reunião ainda não tem data para ocorrer.

Após sair da Assembleia, o ministro da Saúde visitou o Drive Thru de Vacinação do Parque Ayrton Senna, onde deu novas declarações. Queiroga defendeu investimento na saúde básica e em políticas públicas de saúde.

Queiroga ainda assinou termos de compromisso para reestruturação de cinco CEOs (Centro de Especialidades Odontológicas) e para o credenciamento de 68 equipes de saúde bucal. 
“Hoje investimos em saúde bucal e saúde da família. É necessário apoio à atenção especializada à saúde”,afirmou. Um desses CEOs, localizado no Residencial Nova Bahia, já está pronto e deve receber R$ 17 mil ao mês do ministério para poder atender o público.

O ministro disse ainda que a Vaxzevria, imunizante desenvolvido pela AstraZeneca e fabricado no Brasil pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), tem o melhor custo ao governo federal. “Essa vacina tem o melhor perfil de custo e efetividade entre todas que estamos aplicando”, frisou

Ele destacou ainda que o País não pode mais depender de importação para fabricar tanto a Vaxzevria como a CoronaVac (Sinovac/Butantan), que necessitam de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) adquirido da China. “Vamos investir na ciência”, afirmou.

O governo federal está apostando na Versamune MCTI, que está na fase 3 de testes pela USP (Universidade de São Paulo), além de duas outras vacinas ainda a serem registradas. O Instituto Butantan também está testando seu próprio imunizante, a Butanvac.

O secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, lembrou que a vacinação tem colaborado na queda de casos e internações de Covid-19 em Mato Grosso do Sul. “Muitas vezes tivemos que fazer remanejamento para vacinas na Capital e conseguimos. A montagem da estrutura hospitalar no Estado nos fez sair de um quadro de 40 dias atrás em que tivemos que mandar pacientes para fora”, pontuou.

Já o secretário municipal de Saúde da Capital, José Mauro de Castro Filho, aproveitou a fala para parabenizar os profissionais de saúde. “Campo Grande aprendeu muito com as vacinas e hoje somos a Capital que mais imuniza”, destacou. 
Representando o prefeito Marquinhos Trad (PSD), a vice-prefeita Adriane Lopes (Patriota) lembrou que o chefe do Executivo foi criticado no início da campanha. “Tivemos perdas e momentos de angústia, mas hoje somos a capital que mais vacina no Brasil. Temos carteirinha digital de imunização que facilita a vida e hoje vamos lançar um aplicativo”, afirmou.

Queiroga ainda deve visitar a USF (Unidade de Saúde da Família) Moreninha, a Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais) e o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) “Rosa Pedrossian” ainda na tarde de hoje. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

social aqui