15 de Outubro de 2021 | 17:19
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/12991_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Política
Noticia de: 12 de Julho de 2021 - 09:47
Fonte A - A+

Após trazer o quarto carro clonado para MS, dupla é presa rumo a Goiás com documento e dinheiro falsos

Conforme a investigação, eles demonstraram nervosismo, quando os policiais fizeram entrevista separado e ambos confessaram os crimes. A dupla também disse que recebia R$ 1 mil cada pelos transportes.

Uma dupla, rumo a Aparecida de Goiânia (GO), foi presa dentro do ônibus após abordagem da Polícia Militar (PM) nesse domingo (11). Conforme a investigação, a mulher de 26 anos e o homem, de 35 anos, demonstraram nervosismo, quando os policiais decidiram fazer a entrevista separado e ambos confessaram os crimes. Um deles estava com documento e dinheiro falso.

Os policiais disseram que ambos estavam nas poltronas 39 e 40, com destino a Goiânia (GO). A mulher apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o homem um boletim de ocorrência, o qual estava em nome de uma terceira pessoa.

A mulher então relatou que chegou em Campo Grande horas antes, juntamente com um amigo, momento em que deixou o carro clonado, de cor branca, a qual ela disse que não sabia a placa, lembrando apenas da sigla SP. Ela ainda comentou que "foi contratada" por um homem de nome Pablo, na cidade dela, onde recebeu um depósito de R$ 1 mil para trazer o carro.

O homem também recebeu o mesmo valor, porém, em espécie. Eles disseram que o veículo foi deixado nas proximidades da rodoviária de Campo Grande, em um posto de combustível. Na ocasião, dois homens chegaram em outro carro e um deles foi embora dirigindo o veículo clonado.


A mulher também falou que este é o quarto carro clonado trazido por eles para Campo Grande . Já o homem entregou R$ 850 e disse que já tinha gastado R$ 150 na viagem. No entanto, duas nota de R$ 100 eram falsas. Ele ainda falou que o boletim de ocorrência era legítimo, porém, estava em nome de outra pessoa.

Ambos então foram presos em flagrante e levados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro. A mulher teve o celular apreendido, bem como documentos e R$ 22. Ela deve responder por receptação e o suspeito por este crime além do agravante da moeda e documentos falsos.

G1MS

social aqui