15 de Outubro de 2021 | 18:26
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/12963_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Saúde
Noticia de: 05 de Julho de 2021 - 09:45
Fonte A - A+

Capital vai receber 7.450 doses da Janssen

Dentro das 7,4 mil doses da Janssen, 10% delas serão direcionadas para jornalistas e bancários

Resolução da SES (Secretaria Estadual de Saúde) determina a distribuição de 20 mil doses da Janssen para 66 municípios do Estado, todos os que não foram contemplados inicialmente por não fazerem parte do estudo nas 13 cidades da faixa de fronteira. Para Campo Grande, serão 7.450 do imunizante de dose única. 

A distribuição destas doses já começou nesta segunda (5). Nesta manhã, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, falou em coletiva que das 7,4 mil doses que vem para a Capital, 10% delas serão dadas especificamente para o grupo de jornalistas e bancários. O restante, segundo Geraldo Resende, vai contemplar o cronograma já previsto. 
A tabela com a divisão das 20 mil doses (4 mil frascos com 5 doses cada) foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado e refere-se ao 26º informe técnico da 28ª pauta de distribuição da primeira fase da Campanha de Vacinação.

Na lista, foram excluídos os 13 municípios de fronteira que vão receber 165,5 mil doses da Janssen para o estudo do cintural vacinal iniciado na última semana.

Segundo a resolução da Comissão Intergestora Bipartite, as doses da Janssen deverão ser usadas para dar continuidade a vacinação dos grupos por faixa etária, até o limite de 18 anos ou mais. Campo Grande, por exemplo, havia imunizado pessoas com 41 anos para mais com a 1ª dose.

Na tabela, a maior quantidade ficou para capital, com 7.450 doses. Três Lagoas irá receber 1.030, Dourados, 1.870 doses e Maracaju, 420. A lista completa está disponível na edição de hoje do Diário Oficial.

O envio de remessa maciça de Janssen para os municípios de fronteira causou desconforto, com críticas do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), que reinvindicava doses para continuar a vacinação na cidade por faixa etária. Hoje, por exemplo, a cidade está dando vacinação apenas para o público da 2ª dose da Coronavac e Astrazeneca.

Fonte: Campo Grande News

social aqui