24 de Outubro de 2021 | 10:21
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/12882_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Esporte
Noticia de: 17 de Junho de 2021 - 19:38
Fonte A - A+

Com Daniel Alves, Jardine convoca seleção brasileira para as Olimpíadas de Tóquio; veja a lista

Veterano lateral do São Paulo liderará equipe na busca pelo ouro no Japão

O técnico da seleção olímpica masculina de futebol, André Jardine, anunciou nesta quinta-feira os 18 convocados para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

O veterano Daniel Alves, de 38 anos, do São Paulo, está na lista. Ele está se recuperando de uma lesão no joelho que o tirou da disputa da Copa América. Além dele, Jardine também chamou o zagueiro Diego Carlos, de 28 anos, do Sevilla, e o goleiro Santos, de 31 anos, do Athletico-PR, entre os jogadores com mais de 24 anos da lista.

Veja a lista completa:

GOLEIROS

  • Santos (Athletico-PR)
  • Brenno (Grêmio)

LATERAIS

  • Daniel Alves (São Paulo)
  • Gabriel Menino (Palmeiras)
  • Guilherme Arana (Atlético-MG)

ZAGUEIROS

  • Gabriel Magalhães (Arsenal)
  • Nino (Fluminense)
  • Diego Carlos (Sevilla)

MEIAS

  • Douglas Luiz (Aston Villa)
  • Bruno Guimarães (Lyon)
  • Gerson (Flamengo)
  • Claudinho (Red Bull Bragantino)
  • Matheus Henrique (Grêmio)

ATACANTES

  • Matheus Cunha (Hertha Berlim)
  • Malcom (Zenit)
  • Antony (Ajax)
  • Paulinho (Bayer Leverkusen)
  • Pedro (Flamengo)

André Jardine comandará a Seleção em Tóquio — Foto: Reprodução

André Jardine comandará a Seleção em Tóquio — Foto: Reprodução

Jardine comentou sobre a presença de Daniel Alves na lista:

– Há atletas que são referência para todos nós. O Dani é um jogador que não à toa tem o currículo que tem. Um dos mais vitoriosos da história, por onde passa é campeão. Quando ele ficou fora da Copa América, já ficamos de olho. É um jogador que vai agregar demais, experiência, sabedoria, liderança. O universo quis assim. Disse a ele que a Olimpíada falta no currículo.

O atacante Pedro foi convocado, apesar da manifestação do Flamengo de vetar a presença do jogador na lista. O clube chegou a enviar um ofício à CBF informando que não liberaria atletas – Gerson já está negociado com o Olympique, de Marselha.

O vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, e do diretor Bruno Spindel já haviam visitado Pedro, que está em quarentena após testar positivo para Covid, para comunicar e explicar a decisão do clube de não liberá-lo para as Olimpíadas por causa do longo período que ficaria ausente. Também foi usado como argumento o alto valor da compra de seus direitos econômicos – 14 milhões de euros.

– A gente trabalha e sempre trabalhou nesse projeto visando a questão técnica. O Flamengo tem uma posição e a gente tecnicamente tem outra. O Pedro é um jogador importante no processo olímpico. Jogador que nos últimos dois jogos fez 3 gols. Jogador espetacular. Tem vontade enorme de defender o Brasil – explicou o coordenador Branco.

Alguns jogadores ficaram fora da lista por veto de suas equipes. Foi o caso de Neymar, que está com a seleção principal na Copa América e já tinha sido avisado pelo PSG que não seria liberado para os Jogos Olímpicos.

– Neymar é referência mundial, imagina pra gente. Grande líder da principal. Gostaríamos de contar com ele. Logicamente, se tornaria muito mais difícil, como se tornou, pensarmos em alguém que faria Copa América e Olimpíada. Gostaríamos muito de contar com o Ney, mas não deu por esse motivo. Que seja feliz e bicampeão da Copa América. Sorte pra ele, pro Tite, pra todo mundo. Estamos torcendo – disse Branco.

Em Tóquio, o Brasil tentará repetir o ouro conquistado pela primeira vez há quatro anos, nos Jogos do Rio, quando a Seleção bateu a Alemanha na final, disputada ano Maracanã.

Coincidentemente, os alemães serão os rivais da estreia da Seleção no torneio olímpico, em 22 de julho. No dia 25, a equipe enfrenta a Costa do Marfim e, no dia 28, fecha a fase de grupos contra a Arábia Saudita.

A programação da CBF é de que os convocados se apresentem no dia 1 de julho para uma semana de treinamentos em São Paulo, no CT do Palmeiras. A delegação viaja dia 8 de julho para Doha, no Catar, e fica lá até o dia 15, quando enfim vai ao Japão.

Globo esporte 

social aqui