26 de Fevereiro de 2020 | 10:48
noticiasdiariodoms@gmail.com
-->

Warning: getimagesize(/home/diaridoms/public_html/fotos/noticias/10457_0.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: No such file or directory in /home/diariodoms/public_html/inc.exibe.php on line 49
Política
Noticia de: 26 de Dezembro de 2019 - 15:53
Fonte A - A+

Após exonerações para ‘enxugar máquina’, Reinaldo termina ano com mais comissionados

Governo encerrou 2019 com 1.935 ocupantes de cargos de livre nomeação

Depois de iniciar o ano exonerando 1.900 comissionados com a justificativa de ‘enxugar a máquina’ pública estadual, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) encerrou 2019 com acréscimo de servidores comissionados. Os dados estão disponíveis por meio de tabelas de cargos, funções e quantitativo de cargos em comissão de direção, chefia e assessoramento divulgados pelo Governo do Estado. São 1.935 comissionados ocupando os cargos de administração e chefia. Em janeiro deste ano, 1.900 comissionados chegaram a ser exonerados, mas no decorrer do ano o Governo recontratou número equivalente e incluiu 35 pessoas a mais. 

Conforme a publicação em Diário Oficial desta quinta-feira (26), as tabelas foram divulgadas para fins de controle e atualização. Segundo o decreto, as tabelas são decorrentes das transformações e das transferências, sem aumento de despesa, dos cargos em comissão, por atração de símbolo, denominação, desmembramento ou fusão, para implantação e atendimento às necessidades de recursos humanos de órgãos, de unidades administrativas e de entidades do Poder Executivo Estadual. 

Na Agepan (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul), são 47 comissionados; no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) tem 289 cargos em comissão; na Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) são 52; Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), são 35; na Ageprev (Agência de Previdência Social de Mato Grosso do Sul) tem 48.

No Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) são 73; Agehab (Agência Estadual de Habitação) tem 22 comissionados; Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) 21; Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) 152 cargos; Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) são 21; PGE (Procuradoria Geral do Estado), tem 162 comissionados; Sejusp (Secretaria de Segurança Pública) são 2, sendo um do corregedor e um superintendente; Funsau (Fundação Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul) são 20; UEMS (Universidade Estadual de MS) tem 59 comissionados.


Com informações Midiamax

social aqui